A arquitetura inspira o design

linha_arquitetônica

Novos materiais e tecnologia de ponta permitem que arquitetos se inspirem nos organismos vivos para criar construções espetaculares, revolucionando a paisagem das cidades. Esses fantásticos projetos serviram de inspiração para a coleção Arquitetônica, da Avanti, assinada por Bia Lettiére e Márcia Bergmann.

São tapetes com design lúdico, que fazem representações literais ou versões imaginárias de elementos da arquitetura contemporânea e cosmopolita. Não há como olhar para a elas com indiferença. Afinal, são obras que parecem mais com algo saído do reino animal ou vegetal.

A escolha de uma forma orgânica pode até não ser intencional, mas, onde o arquiteto aplica traços curvilíneos irregulares, não é de se surpreender que sejam encontradas semelhanças com os elementos da natureza.

Este tipo de estudo ou projeto pode ser chamado de biomorfismo, zoomorfismo, neo-organicismo ou biomimetismo. Não importa o nome, mas os projetos mais impactantes tanto na arquitetura quanto no design de produtos, têm se baseado na investigação sistemática da gigantesca base de dados de soluções inspiradas em sistemas biológicos.

Soluções que já foram testadas em organismos vivos há milhares de anos, mas que precisam ser viabilizados na escala humana. É para inspirar!!!

Estampa “animal print” vai da moda ao tapete

AV_002_15_Anuncio_Revista_Megazine_205x275_final_01_mc.indd

Se tem uma estampa que está sempre na moda, com certeza é a “animal print”, ou estampa de animal. Entra ano, sai ano, as estampas de zebra, cobra ou onça, dão as caras na moda, para aproximar a natureza da vida moderna e, principalmente, para trazer um toque mais feminino e sensual. Basta sair nas ruas para ver que as mulheres amam usar bicho na roupa, na bolsa, no sapato e em todo e qualquer acessório.

Como moda e decoração andam juntas, aqui também a onda chegou. Mas mais discreta, mais natureza que sedução, menos look noturno e mais uma expressão neutra. Esse tapete da Avanti, o modelo Manahá da coleção Seychelles, é super atual. Dá força e personalidade à decoração, mas não cansa.

Quer uma dica esperta? Use o tapete com sofás de tom neutro, almofadas idem. Ou se você der conta, misture estampas, cores, porque sua casa pode ter a sua cara. Nada de regras, só bom senso.

Um verdadeiro presente da natureza! Não é lindo?

Categorias: Nosso mundo

Azulejaria portuguesa: uma referência atemporal

anuncio_serpa_final

A azulejaria portuguesa faz parte da nossa história e hoje pode ser vista na moda, na decoração, nos tecidos, nos revestimentos cerâmicos e, por que não, nos tapetes.

A coleção “Poesia entre Quatro Linhas”, da Avanti, remete a esse passado tão essencial, mas com ares de tempos modernos, ao criar um diálogo contínuo entre passado e presente.

Foram os mouros quem introduziram a técnica da azulejaria na Península Ibérica, mas as peças portuguesas foram submetidas a várias influências, desde a tradição islâmica à holandesa, incorporando diversos estilos e técnicas ao longo de cinco séculos.

Resgatando essa expressão artística nacional que também influenciou a arquitetura brasileira, principalmente em São Luís, Belém, Salvador e Rio de Janeiro, a Avanti buscou inspiração na azulejaria portuguesa para criar desenhos que mais parecem uma poesia, tal a delicadeza nos traços, tal a riqueza de simbolismos.

“Pesquisando diversos momentos da história, buscamos não só uma reinterpretação de padronagens clássicas, mas com toques de liberdade poética fizemos interferências gráficas que remetem à pátina do tempo”, explica Beatriz Lettiére, que assina a linha em conjunto com Márcia Bergman.

Categorias: Nosso mundo