TAPETES: QUAL O IDEAL PARA A SUA SALA?

tapete_aumentar_espaco2

Qual o tapete certo para cada tipo de ambiente? Descubra e siga nossas dicas para harmonizar da melhor forma o ambiente do living.

FORMATO
Não existe uma regra e hoje podem usados tapetes redondos, retangulares ou até mesmo com formatos diferenciados. A forma depende mais do estilo que você quer imprimir ao espaço. Mas para não errar, e retangular é mesmo o mais indicado.

TAMANHO
A principal dica de arquitetos e designers de interiores é quanto maior, melhor. Assim, não se corre o risco de ter a impressão de “tapete faltando”, como online casino uma calça curta, acima do tornozelo. A regra mais importante e bem simples de aplicar é que todos os móveis precisam estar em cima do tapete. Ou seja, tem que caber o sofá inteiro (o tapete também fica embaixo do sofá), as mesas laterais e poltronas.

MATERIAL
O mais indicado é o tapete em nylon. O material é fácil de limpar (o que convenhamos é fundamental em um ambiente em que toda a família se reúne) e mantém a aparência de novo por muito mais tempo.

FUNÇÃO
Os tapetes são ideais para integrar os espaços. Também são perfeitos para resolver problemas de acústica, principalmente quando o piso é de revestimento cerâmico ou laminado. Neste caso, opte por modelos mais espessos e fofinhos.

CORES E ESTILOS
Com pisos neutros, você pode abusar de cores, estampas, grafismos, se os móveis também são mais neutros. Para os pisos mais trabalhados ou se se estilo é mais clean, fique com cores básicas, prefira tapetes lisos ou no máximo invista em um buclê.

Tapete: peça coringa na decoração

Você sabia que o tapete pode ser uma peça coringa na decoração de sua casa ou de seu escritório? Confira aqui algumas dicas que vão fazer toda a diferença:

DEFINIR ESPAÇO

O tapete é perfeito para esse objetivo. De forma simples e bonita, você pode separar a sala de jantar do living por exemplo. Ou mesmo definir espaços diferentes em sua sala.

Isso porque um dos principais desafios do design de interiores é setorizar os espaços e não criar cubículos compartimentados por paredes. Isso é coisa do passado! A decoração atual pede espaços amplos. Ou no caso de espaços pequenos, soluções que os tornem maiores visualmente. Usando o tapete (e mantendo o mesmo revestimento em todo o piso), você cria uma sensação de amplitude, mas deixando claro onde começam e terminam os ambientes. Aconchegante, sem ser claustrofóbico.

definir_espaco

RENOVAR A DECORAÇÃO

Sim, isso mesmo. Basta um tapete novo preenchendo o espaço para dar a impressão de que a decoração foi renovada. Se quiser ousar, aposte em móveis e paredes em tons neutros e tapetes com estampas, cores e grafismos. Ajuda a marcar o espaço, sem cansar. E quando quiser mudar, é só trocar de tapete. Não precisa de obra nem de reformas. Simples assim!

renovar a decoração2

MISTURAR ESTILOS

misturar_estilos_casacor2013

Se podemos dizer que existe uma tendência, mesclar estilos seria uma delas. Ou seja, é possível ter móveis mais clássicos e um tapete moderno, por exemplo. Ou mesmo ter peças básicas com um tapete de desenho forte. O importante é ousar, não se ater muito a regras. A dica fundamental é ficar atento às composições. Não precisa ser tudo “combinandinho” (nem deve!), mas algumas regras de harmonia devem ser respeitadas. Cores precisam casar entre si, estampas idem. Mas cai bem estampa com listras, florais com lisos, gráficos com estampas. A regra é bom senso. Na dúvida, vale a dica: tudo igual vira monotonia e tudo diferente vira bagunça.

Cachorro e gato combinam com tapete e carpete?

tapete-animais4a

A resposta é sim, desde que você fique atento a alguns cuidados de manutenção e limpeza. A primeira dica é qual tipo de tapete ou carpete escolher. O ideal é usar produtos de poliéster ou nylon, que são laváveis e têm maior durabilidade.

Outro cuidado fundamental é com a limpeza. Se o seu bichinho tiver feito cocô, recolha as fezes imediatamente, com cuidado, com uma pá, tomando cuidado para não espalhar ou impregnar no fio. Depois limpe com pano molhado e detergente neutro. Uma dica: não esfregue com força para não danificar o produto. A seguir, secar com papel toalha.

Já com o xixi, é super importante tirar antes o excesso com papel toalha. Quanto mais rápido fizer isso, melhor. A seguir, repita o mesmo procedimento de limpeza no caso de cocô.

Para finalizar, em ambos os casos recomendamos uma solução mágica de dois terços de água morna e uma de vinagre para retirar o cheiro! Isso ajuda a manter seu tapete e carpete limpinhos e novos. E a evitar que o bichano faça dele seu banheiro!

Você tem alguma outra dica e quer compartilhar? Deixe seu comentário aqui. Quem sabe a gente não cria um outro post só com as dicas de vocês!

Como limpar o tapete e o carpete?

Tão importante quanto escolher o tapete e o carpete corretos, é saber como limpar e manter, para garantir a saúde e aparência de novo por muito mais tempo.

Existem cuidados básicos que servem para a maioria dos produtos, mas sempre é bom perguntar ao fabricante ou à loja quais as dicas específicas para o modelo e material de seu tapete ou carpete.

São quatro etapas básicas, que vamos abordar com mais profundidade em novos posts. Mas, em linhas gerais, são quatro etapas: prevenção, aspiração da poeira, remoção de manchas e limpeza total.

O fundamental é usar aspirador de pó com regularidade. Ou seja, o ideal é não deixar acumular a sujeira. Como o pó não se vê e não denuncia a quantidade acumulada, é um erro limpar com menor frequência do que um piso cerâmico, por exemplo. Uma boa dica é seguir a mesma frequência com que você retira a poeira dos móveis. domain Deve-se realizar a aspiração devagar e em toda a área, passando o bocal do aparelho de três a cinco vezes no mesmo local. adsense banned . A aspiração deve ser realizada com maior frequência na área de maior tráfego de pessoas.

Dica da semana para ser seguida sempre: aspirar é a melhor forma de eliminar o ácaro, o grande responsável pela alergia respiratória.

Categorias: Dicas

Tapete e carpete dão alergia? Puro mito!

alergia_anti-acaro

Alguma vez você deixou de comprar um tapete ou carpete por causa de alergia? A preocupação faz sentido. Milhões de pessoas em todo o mundo sofrem algum tipo de alergia. No Brasil, estima-se que chega a 30% da população!

Mas existem estudos internacionais que comprovam que tapetes e carpetes não só não causam alergia, como, ao contrário, podem ajudar a proteger e cuidar da saúde. Na Suécia, uma pesquisa apontou que o uso de tapetes e carpetes diminuiu ao longo dos anos, mas que o índice de reações alérgicas aumentou, sugerindo que não há ligação alguma com alergias e ataques de asma. Outro estudo realizado com mais de 20 mil pessoas em dezoito nações indica que a utilização deste tipo de revestimento em quartos está associada à redução de asma e bronquite.

Em resumo, os tapetes e carpetes podem ser nossos aliados, pois funcionam, na verdade, como um filtro, uma armadilha para os mais diferentes tipos de alérgenos como pó, pelos de animais, ácaros etc.

Por isso, é fundamental entender que não são os tapetes que causam alergias e doenças respiratórias, mas sim alguns materiais como as fibras naturais (entre elas o sisal e o algodão). Os tapetes e carpetes mais recomendados são os de polipropileno e nylon.

Outro cuidado importantíssimo é com a limpeza e manutenção. O aspirador é a melhor solução e, sempre que possível, fazer uma limpeza higiênica profissional.

Categorias: Dicas